Novo número da revista Ae: “A produção ecológica a serviço da água”

novo-numero-da-revista-ae:-“a-producao-ecologica-a-servico-da-agua”

O novo número da revista Ae, editada pela SEAE, aborda diversos aspectos da gestão da água, as contribuições da produção orgânica nesse sentido e sua importância como vetor da vida.

Consulte o RESUMO da Revista Ae 41 (“ÁGUA”) aqui .

Adquira seu exemplar da revista Ae 40 na BIBLIOTECA VIRTUAL DO MAR

Ao contrário de outros recursos naturais, a água tem múltiplos usos, usos e funções e é aí que reside a sua relevância. Assim, seguindo a classificação categórica da água de acordo com sua ligação com faixas éticas (1), quatro tipos podem ser distinguidos: água-vida , água-cidadania, água-economia e água-crime ; isto é, desde a água necessária para os ecossistemas e a vida até seus usos ilegítimos. Todas estas funcionalidades aparecem transversalmente nesta última edição da revista Ae , a publicação trimestral produzida pela Sociedade Espanhola de Agricultura Ecológica / Agroecologia (SEAE) , que desta vez pretende dar destaque e visibilidade da água como vetor fundamental da vida: a água que precisamos beber, para manter a dignidade da vida individual e coletiva, a mesma água que é necessária aos ecossistemas porque é a base sobre a qual a população atende a todos os seus usos, como água para o fornecimento de alimentos básicos.

Os artigos centrais desta edição são grandes contribuições para o assunto, a começar pela entrevista com Pedro Arrojo , Doutor em Ciências Físicas e Professor Emérito de Análise Econômica da Universidade de Zaragoza, reconhecido por seus estudos em “Economia e Gestão da Água” e sua extensa trajetória a este respeito e nomeado há poucos dias Relator Especial para os Direitos Humanos para a água potável e o saneamento. Esta entrevista aborda temas como a crise hídrica no planeta, a poluição e degradação dos ecossistemas aquáticos e tudo o que isso acarreta, a situação específica da Espanha em termos de gestão dos recursos hídricos na agricultura, entre outros temas. Arrojo deixa muitas manchetes nesta entrevista, sempre destacando o papel da água-vida: “o que antes era um vetor de vida, a ÁGUA, agora é um vetor de doença e morte, o mais devastador que a humanidade já conheceu. (…) Em relação à água disponível para a agricultura, deve haver uma prioridade social e seu tipo de uso ”. E é aí que entram as contribuições da produção orgânica.

Isso também se reflete na “Análise” , a coluna de opinião e os artigos centrais (“Das colheitas e água” ou “ CULTURAS SEDENTES. Ao resgate da agricultura de sequeiro, pelos nossos rios”, entre outros ) . Os dados são indicados como “mais do que 48% de rios, pântanos e estuários e 41% dos aquíferos espanhóis estão em más condições e continuam a degradar-se a uma taxa alarmante “ou que” o 24 % dos aquíferos sofrem extração excessiva e mais de 36% das massas de água sofrem de problemas de contaminação por nitrato, devido ao tratamento deficiente das águas residuais e à má gestão da fertilização ”. Nesse sentido, o que é coletado nestes artigos indica que “a produção orgânica fiel aos seus objetivos, respeita os sistemas e ciclos naturais, preserva e melhora a saúde do solo, água, plantas e animais e o equilíbrio entre eles e faz um uso responsável pela energia, água, solo, matéria orgânica e ar ”. Por isso, a SEAE aproveita o conteúdo desta edição para solicitar ao Ministério da Agricultura, Pesca e Alimentação (MAPA), ao Ministério da Transição Ecológica (MITECO) e às Comunidades Autônomas que “façam cumprem os regulamentos horizontais , especialmente as Diretivas Quadro da Água Europeia, Uso Sustentável de Pesticidas, Nitratos e que promovem as Estratégias da Agricultura para a Mesa e Biodiversidade, por parte da boa água, solos e produção agrícola ”.

Gota a gota, seção após seção

Em praticamente todos os artigos recolhidos existe uma relação com a questão da água, desde os artigos da produção vegetal (pomares de sequeiro, maquinaria e compactação da água, linha chave ou linha chave) aos artigos sobre pecuária ecológica e água, “Mulheres, Direitos Humanos e água” ou sobre poluição (plásticos e água, macro-fazendas industriais e poluição, pesticidas e rios …) e os habituais arquivos práticos, que incluem um sobre estações de tratamento de água. Conta com a colaboração de organizações como Ecologistas en Acción, WWF, Fundação Nueva Cultura del Agua ou Fundação Savia , entre muitas outras.

Assinatura de A revista Ae está disponível no site da SEAE , tanto em versão digital como em papel. Adicionalmente, este número tem um lançamento especial para subscrições coletivas (subscrições destinadas a entidades), às quais se juntaram o Conselho de Agricultura Ecológica da Região de Múrcia (CAERM) e a Rede TERRAE .

Obtenha seu exemplar da revista Ae 41 na BIBLIOTECA VIRTUAL DO MAR


Referências e esclarecimentos

  • “Uma nova ética da água” , Pedro Arrojo.
  • A água possui múltiplas utilidades e funções vinculadas a faixas éticas de diferentes níveis que podem ser organizadas em quatro categorias:

    PortugueseSpanishEnglish

    Menu Principal