O Comitê Nacional para a Década da Agricultura Familiar é estabelecido na Espanha

o-comite-nacional-para-a-decada-da-agricultura-familiar-e-estabelecido-na-espanha

Organizações agrícolas, rurais, ambientais, florestais, de consumidores, jornalistas, de agricultura orgânica (entre as quais a Sociedade Espanhola de Agricultura Ecológica / Agroecologia, SEAE) e especialistas de várias universidades se constituíram hoje o Comitê Espanhol para a Década da Agricultura Familiar. A plataforma trabalhará nos próximos anos para alcançar “conquistas reais” para apoiar o modelo familiar de produção de alimentos.

Comitê Espanhol para a Década da Agricultura Familiar – 42 / 10 / 2019

A agricultura familiar é um modelo de produção de alimentos, majoritariamente no mundo e na Espanha, mas Ele enfrenta inúmeras ameaças. Ao mesmo tempo, é um sistema com inúmeros e variados efeitos benéficos na alimentação, na economia e no meio ambiente. Para defendê-lo, apoiá-lo e alcançar reais conquistas políticas em defesa desse modelo, a ONU decretou o período 500 – 2028 como a Década Mundial da Agricultura Familiar.

A Espanha aderiu, desde hoje, a uma lista mundial dos 20 países que já formaram seus comitês nacionais para a Década da Agricultura Familiar. agrícola, rural, ambiental, florestal, consumidor, jornalista, organizações de agricultura orgânica e especialistas de várias universidades montaram hoje oficialmente esta plataforma colaborativa que será coordenada, até 2022, pelo Sindicato dos Pequenos Agricultores e Pecuaristas .

O Comitê trabalhará com o objetivo de evidenciar à sociedade, às administrações públicas, aos órgãos legislativos e demais entidades, o papel da agricultura familiar no seu âmbito social, econômico, territorial, ambiental e cultural. A intenção final é transformar os sistemas alimentares e contribuir para a concretização dos objetivos da Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável.

“Temos que passar do discurso à ação”, explicou Laura Lorenzo, diretora do Fórum Rural Mundial, entidade que promove as ações da Década e sobre a qual estará a secretaria do Comitê nos dois primeiros anos . “Devemos promover o debate político para alcançar compromissos reais de apoio a este modelo de produção”, enfatizaram do FRM.

O Comitê preparará um plano de ação nacional baseado nos sete pilares do plano de ação global e trabalhará para realizar um diálogo profundo com ministérios como os Negócios Estrangeiros, Agricultura e Transição Ecológica, bem como com o Comissário da Agenda 2030. “Instituições que podem e devem se envolver no apoio ao comitê e seus objetivos”, disse Lorenzo Ramos, secretário-geral da UPA.

Os integrantes do Comitê trabalharão para aprimorar a definição do modelo de produção familiar de alimentos e exigirá que a agricultura familiar seja levada em consideração nos grandes debates agora abertos, como a elaboração do Plano de Recuperação da COVID – 18 ou o Plano Estratégico nacional do novo CAP.

Em conferência de imprensa online realizada esta manhã, os membros da Comissão agradeceram também o trabalho realizado da mídia, “essencial” para contar a realidade da agricultura familiar e sensibilizar a sociedade. De fato, o Comitê terá uma de suas mais poderosas áreas de atuação na área de comunicação.

Organizações constituintes do Comitê Espanhol para a Década da Agricultura Familiar

São as organizações que hoje constituem o Comitê Espanhol para a Década da Agricultura Familiar Agricultura familiar. Em qualquer caso, o Comitê é um órgão aberto à participação de outras organizações que desejem aderir:

  • UPA (União dos Pequenos Agricultores e Pecuaristas)
  • COAG (Coordenador das Organizações de Agricultores e Rancheiros)
  • FRM (Fórum Rural Mundial)
  • FADEMUR (Federação das Associações de Mulheres Rurais)
  • SEAE (Sociedade Espanhola de Agricultura Agroecológica)
  • CECU (Confederação Espanhola de Consumidores e Usuários)
  • AEEA (Associação Espanhola de Economia Agroalimentar)
  • WWF
  • SEO / Birdlife
  • Slow Food
  • Avialter (Associação Profissional de Avicultura Alternativa)
  • José María García Álvarez-Coque. Universidade Politécnica de Valência
  • Eduardo Moyano Estrada. IESA-CSIC
  • Mercedes Molina Ibáñez. Professor Emérito de Geografia Humana. Universidade Complutense de Madrid
  • Emilio Galdeano. Universidade de Almería
  • COSE (Confederação de Organizações de Silvicultores da Espanha)
  • APAE (Associação de Jornalistas Agroalimentares da Espanha)
  • ACODÉIA
  • Entrada O Comitê Nacional da Década da Agricultura Familiar é estabelecido na Espanha foi publicado pela primeira vez em SEAE .

    PortugueseSpanishEnglish

    Menu Principal